Programa Ufal e Sociedade aborda a atual situação da pandemia da covid-19

Na 23ª semana epidemiológica chegamos a marca de 5 mil mortes em Alagoas

Por Lenilda Luna - jornalista
- Atualizado em
 | nothing

A edição do programa Ufal e Sociedade da segunda-feira (21), apresenta uma entrevista com o professor Denisson da Silva Santos, do Instituto de Ciências Sociais (ICS), que integra o Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid-19, instalado na Universidade Federal de Alagoas (Ufal), em abril do ano passado.

O Observatório é mais uma demonstração da importância das universidades públicas, da pesquisa científica e do Sistema Único de Saúde para o enfrentamento de graves crises, como é essa pandemia. Pesquisadores da Ufal atenderam ao chamado do edital da Proginst para projetos sobre a covid-19.

Neste momento, chegamos a meio milhão de óbitos registrados no país. Uma tragédia! A vacinação, que salva vidas e que representou um grande esforço da ciência para dar uma resposta rápida diante dessa ameaça à saúde pública, está atrasada no Brasil. Apenas cerca de 12% da população tomou duas doses até agora, cinco meses após o início da aplicação dos imunizantes.

Na entrevista, o professor Denisson avalia os resultados apresentados no boletim da 23ª Semana Epidemiológica de 2021. Infelizmente chegamos a marca de cinco mil mortes em Alagoas. Mais do que números, são pessoas que conviviam e eram importantes nas nossas comunidades. Será que vamos ainda passar muito tempo para conseguir baixar esses índices de contágio e mortes?

Como cientista social, o professor Denisson avalia o contexto político que envolve o combate à covid-19. Além das questões sanitárias, científicas, técnicas, é preciso ter coordenação, orientação e estratégia. Mas os discursos das autoridades políticas foram contraditórios. O pesquisador analisa o quanto essas falhas e atrasos na compra das vacinas influenciaram no alto índice de óbitos que temos no país.

Acompanhe e divulgue o Ufal e Sociedade. O programa é transmitido pela Rádio Ufal às segunda-feira, às 11h, com reprise às 17h e às 23h. Também fica disponível, após a transmissão às 11h de segunda, no podcast no site da Rádio Ufal.